O Novo Aeon: “Raul Seixas no torvelinho de seu tempo”

“Nesta Nova Era que se inicia o indivíduo compreenderá o valor de si próprio e se unirá a outros para o grande trabalho da autolibertação – Raul Seixas”.

Novo Aeon, Raul Seixas no Torvelinho de seu Tempo.

Trata-se de uma tese de mestrado de meu amigo Vitor Cei Santos. A linha de pesquisa referente aos estudos literários pelo departamento de Filosofia, Línguas e Letras da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). E o mais bacana é que ele foge do viés de estrelismo sobre Raul. A tese virou livro pela editora carioca MultiFoco.

O conteúdo dedica-se a analisar a lírica raulseixista à luz da multiplicidade de problemas que forma nossa experiência cultural. E obras do compositor baiano permeiam autoritarismo, censura, desbunde, contra-cultura, ocultismo, indústria cultural, melancolia e niilismo, que são questões encontradas nas canções do Raul e estudas por Vitor.

Além disso, o autor realiza o contraponto de algumas letras como “Meu Amigo Pedro”, “S.O.S”, “Metamorfose Ambulante”, “Eu sou Egoísta” e “Sapato 36”. O ensinamento do Novo Aeon elaborado pelo poeta e mago inglês Aleister Crowley no início do século XX impulsionou trajetórias existenciais de grande força contestatória, influenciando a contracultura das décadas de 1960 e 1970. Seixas, que acompanhou o movimento e propôs uma Sociedade Alternativa, lançou sua criação artística à condição de espírito do seu tempo.

Biografia do autor:

Nascido em Vitória, ES. Doutor em Estudos Literários, área de concentração Teoria da Literatura e Literatura Comparada, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com Doutorado Sanduíche no Instituto de Estudos Latino-Americanos da Freie Universität Berlin. Mestre em Letras, área de concentração Estudos Literários, pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Possui graduação em Filosofia pela UFES e em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Vila Velha (UVV). Tem experiência como professor de Filosofia, Literatura Brasileira e Teoria Literária. Desenvolve pesquisas nas áreas de Literatura Comparada e Filosofia da Literatura, com ênfase, por um lado, nas possibilidades abertas ao pensamento filosófico pela cultura brasileira e, por outro, nas relações intertextuais da literatura brasileira com a tradição filosófica. Atualmente é líder do grupo de pesquisa “Ética, Estética e Filosofia da Literatura” e professor da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), atuando no Departamento de Línguas Vernáculas e no Mestrado Acadêmico em Estudos Literários.

Você que é um maluco beleza confira a página no Facebook aqui. =)

Deixe uma resposta