Novo curso sobre Foucault e Butler começa em janeiro (SP)

Curso sobre Judith Butler e Michel acontecerá em janeiro de 2018, no Centro de Pesquisa e Formação do SESC de São Paulo.

foucault
Foucault (na foto) e Butler serão tema de curso no Centro de Formação e Pesquisa do SESC de São Paulo.

Michel Foucault e Judith Butler são pensadores essenciais quando se pretende entender as relações na modernidade que possibilitam a produção das subjetividades e a emergência dos usos do corpo e cuidados de si.

De encontro com a necessidade de compreendê-los, a professora Jacqueline Moraes Teixeira será responsável por ministrar o curso Poder, Sexualidade e Performatividade de Gênero no Centro de Pesquisa e Formação do SESC de São Paulo (veja detalhes no fim da matéria).

Foucault e Butler na modernidade

Michel Foucault nasceu em 1926, formou-se em filosofia e psicologia pela Universidade de Paris, foi professor na Tunísia e terminou sua carreira na cátedra de Historia dos Sistemas de Pensamento, no Collège de France, até sua morte em 1984. Seus trabalhos foram focados na análise do discurso e na genealogia do poder, com interesse sobre a história da medicina, psiquiatria, das punições e da sexualidade.

Seguindo os passos do filósofo francês, Judith Butler se aplicou aos estudos da biopolítica e aos procedimentos foucaultianos de análise do poder, além de ter trabalho notável no campo do feminismo e da teoria queer. A estadunidense nasceu em 1956 e se graduou em filosofia pela Universidade de Yale, atualmente é professora da Universidade da Califórnia.

O curso abordará um recorte complementar da obra de ambos os autores. Enquanto Foucault entende que a sexualidade é um dispositivo histórico essencial na modernidade, que não serve ao interesse de uma classe, mas faz com que as classes se adequem ao seu funcionamento, Butler vê no conceito de gênero uma maneira de repensar os modelos binários das relações sociais estruturadas a partir da hegemonia do sexo biológico na classificação dos sujeitos.

Os conceitos de performatividade, violência, vulnerabilidade e precariedade de Judith Butler, assim como o procedimento de arqueologia dos saberes, o conceito de biopolítica, sexualidade e governo de si e dos outros, de Michel Foucault, serão abordados no curso.

O curso será conciso e abordará textos essenciais da carreira de cada filósofo, “também trabalharemos com o novo livro da Butler traduzido e lançado no Brasil recentemente, A Vida Psíquica do Poder“, revela Jacqueline Teixeira. O livro foi lançado este ano sob a tradução de Rogério Bettoni.

A professora

Jacqueline Moraes Teixeira
Jacqueline Teixeira ministrará o curso. Foto: Murilo Bidoia.

Jacqueline é doutoranda no Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Lá, ministrou o curso Poder e Performatividade Pública: introdução a Judith Butler e Michel Foucault, disponível no YouTube e apresentado pelo Colunas Tortas no início de dezembro.

É pesquisadora do NAU-USP (Laboratório do Núcleo de Antropologia Urbana) e do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento), onde desenvolve pesquisas sobre religiões e relações de gênero. É também autora do livro A Mulher Universal: corpo, gênero e pedagogia da prosperidade, que tem como mote a controversa posição de Edir Macedo em defesa do aborto como método contraceptivo e segue através das relações de homens e mulheres na igreja do pastor, a análise do casamento ideal e o choque entre a postura de Macedo sobre o aborto e a Teologia da Prosperidade.

Sua dissertação de mestrado, sob a orientação da pesquisadora Paula Montero, está disponível na biblioteca digital da USP com o título Da controvérsia às práticas: conjugalidade, corpo e prosperidade como razões pedagógicas na Igreja Universal.

Informações gerais

  • Data: 16/01/2018 a 06/02/2018
  • Dias e Horários: Terças e Quintas, 14h30 às 17h30. *Exceto no dia 25/1.
  • Local: Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar. Bela Vista – São Paulo.
  • Valores:
    R$ 24,00 – credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes;
    R$ 40,00 – pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante;
    R$ 80,00 – inteira.
  • Inscrições: aqui, pelo site do SESC.

Cronograma:

  1. 16/01. Arqueologia dos saberes
    Leituras recomedadas: Foucault, Michel. Foucault, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no College de France em 2 de dezembro de 1970. São Paulo. Edições Loyola
  2. 18/01. O Governo dos outros e a anatomo-política do corpo
    Leituras recomendadas: Foucault, Michel. “As cabeças da política”, “A angustia de julgar”, “O bom uso do criminoso”. In: Segurança, Penalidade e Prisão. Coleção Ditos e Escritos VIII. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
    Leitura Complementar: FOUCAULT. Michel. Microfisica do Poder. Rio de Janeiro. Graal. 2005
  3. 23/01. Biopolíticas e governamentalidade
    Leituras recomendadas: FOUCAULT. Michel. Segurança, Território e População. São Paulo: Martins Fontes.2008
    Leitura Complementar: Davidson, Arnold. “Ética como ascese: Foucault, a história da ética e o pensamento antigo” in Gutting, Gary (Org.) Foucault.  São Paulo. Editora Ideias & Letras
  4. 30/01. Performatividade de gênero e reflexividade
    Leituras recomendadas: BUTLER. Judith. Problemas de Gênero. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2003
  5. 01/02. Violência, Estado e éticas do reconhecimento
    Leituras recomendadas: BUTLER. Judith. Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. Belo Horizonte. Autêntica. 2015.
  6. 06/02. Precariedade, reconhecimento e vulnerabilidade
    Leituras recomendadas: BUTLER, Judith. Vidas Precárias. Dossiê Diferenças e Desigualdades. Revista Contemporânea n.1, p- 13-33, jan-jun- 2011

5 Comments

Deixe uma resposta