Um estudo semiótico dos livros de autoajuda – Modernidade Líquida e Autoajuda

Da série “Modernidade Líquida e Autoajuda”. Os livros de autoajuda de desenvolvimento profissional fazem parte do armamento linguístico para convencer o leitor de que a motivação é a chave para o sucesso e que um profissional motivado é sempre destacado na corporação. Este é o argumento de  Discurso e Motivação: Um Estudo Semiótico dos Livros de…

Livros de autoajuda e o consumo de conselhos – Modernidade e Autoajuda

Da série “Modernidade e Autoajuda”. Os livros de autoajuda são mercadorias especiais na dita pós-modernidade. São objetos feitos de papel, palavras, frases, capa dura e conselhos, mas o que há de especial nos livros de autoajuda não é sua materialidade enquanto objeto físico para venda: eles estão inseridos na lógica de consumo atual como um…

Comunidade – Modernidade Líquida

“Comunidades explosivas precisam de violência para nascer e para continuar vivendo. Precisam de inimigos que ameacem sua existência e inimigos a serem coletivamente perseguidos, torturados e mutilados, a fim de fazer de cada membro da comunidade um cúmplice do que, em caso de derrota, seria certamente declarado crime contra a humanidade e, portanto, objeto de punição”.

Trabalho – Modernidade Líquida

Da série “Modernidade Líquida“. O trabalho na modernidade sólida era considerado exatamente aquilo que iria construir o futuro. As bases do futuro seriam produto de intenso trabalho feito no presente, a quem é confiado o progresso,  pois este por sua vez é uma maneira de entender que o presente é capaz de criar o futuro.…

Emancipação – Modernidade Líquida

Da série “Modernidade Líquida“. A emancipação é um dever: ela se torna necessária, se “libertar da sociedade” – o que significa se afastar de qualquer totalitarismo, na crítica de Herbert Marcuse. O problema, observa o teórico da Escola de Frankfurt, é que não há uma base de massas para levar esta tarefa até seu fim,…

Um conceito em gestação: ideologia – Karl Marx

Antes de trazer a contribuição teórica de Karl Marx para o estudo do conhecimento humano, é preciso fazer um rápido apanhado histórico[1] sobre como tais ideias vieram à baila ao longo dos primeiros anos de 1840 e entender o nascimento do conceito de ideologia em Karl Marx. A intenção aqui é trazer alguns elementos que…

Relações líquidas: a leveza de ser (prefácio) – Modernidade Líquida

“Se o “espírito” era “moderno”, ele o era na medida em que estava determinado que a realidade deveria ser emancipada da “mão morta” de sua própria história – e isso só poderia ser feito derretendo os sólidos (isto é, por definição, dissolvendo o que quer que persistisse no tempo e fosse infenso à sua passagem ou imune a seu fluxo)”.

Poder e troca: a filosofia do chefe indígena – A sociedade contra o Estado

Da série “A Sociedade Contra o Estado“. Este é o capitulo que Clastres inicia a sua jornada dentro do conceito principal da Sociedade contra o Estado. Dado suas colocações a respeito do poder e do etnocentrismo na antropologia europeia em seu primeiro capitulo, agora ele faz uma análise da figura do chefe dos povos primitivos…