Quem critica o pós-modernismo e por quais motivos fala groselha

Qual a utilidade da crítica ao “pós-modernismo”? A pergunta acima só pode ter uma resposta clara quando se define exatamente onde está esse pós-modernismo a ser criticado. Por que estou falando disso? Acho que preciso me explicar antes de começar esse artigo: Diego Grossi, no dia 20 deste mês, publicou um texto no site do…

Nando Moura é uma piada

Começo meu texto me desculpando pela personalidade abordada, mas é necessário. Ela representa um tipo específico que cresce através das redes sociais. Uma estratégia alternativa à cibermilitância dementadora, mas que faz parte do mesmo discurso. Você conhece alguém que gosta de metal e é reacionário? Eu tenho um rapaz pra te apresentar: Nando Moura. Este…

Trigger Warning, ou O sofrimento como distinção

Dentro de um discurso, há dois tipos de relações discursivas possíveis: o primeiro tipo nós chamamos de relações reais, que são aquelas formadas as instituições, normas, técnicas e são independentes de qualquer discurso; já o segundo, chamamos de relações reflexivas, são aquelas que expressam a visão dos sujeitos do enunciado sobre o próprio discurso. Eu…

Gregório e Clarice: o discurso da internet cria seus objetos

A internet produz seus intelectuais como o intestino produz suas fezes. Apressadas e disformes, as grandes mentes do circuito de blogs progressistas se digladiam pela frase perfeita, pela expressão perfeita, pelo “close certo”. Deve-se entender que a nova pauta quente do momento, a propaganda de Duvivier em sua coluna na Folha, recebeu certo brilho devido…