Colunas Tortas lança primeiro título de literatura: Jogo Privado de Espelhos

Em Tempos Liquidos, quando introduz a discussão a respeito das mudanças seminais no planeta nos tempos atuais, Zygmunt Bauman cita a separação cada vez maior entre o poder e a política.

Dado o como as ações da esfera do Estado se isolam em pontos específicos, acaba por ocorrer:

Entre ambos, os dois resultados inter-relacionados desse divórcio (poder e política) obrigam ou encorajam os órgãos do Estado a abandonar, transferir ou (para usar os termos que entraram recentemente na moda do jargão político) “subsidiar” e “terceirizar” um volume crescente de funções que desempenhavam anteriormente. Abandonadas pelo Estado, essas funções se tornam um playground para as forças do mercado, notoriamente volúveis e inerentemente imprevisíveis,e/ou são deixadas para a iniciativa privada e aos cuidados dos indivíduos.

Questionando com essa premissa, o que aconteceria se toda uma região municipal fosse colocada sobre a administração da iniciativa privada? Lucas Silva, colunista de literatura do Colunas Tortas, toma desse conceito para escrever sua primeira obra literária Jogo Privado de Espelhos, lançada pela revista eletrônica. Na obra, a região que condiz ao chamado Centro Velho de São Paulo é totalmente privatizada em um futuro próximo, e posta sobre os cuidados de um conglomerados de empresas privadas chamada Repartição.

Todos os serviços básicos, como saneamento, saúde, transporte, segurança, são terceirizados, quarteirizados… gerando assim uma grande escala empresarial, abrindo espaço para graves problemas sociais, dos quais o autor relata com uma realidade crua e realista! Mas também é colocada a duvida: essas abominações privadas são mesmo futuro, ou estão ocorrendo pelo presente, mas acabamos não as percebendo?

Claro que este também é o pano de fundo para a história contada. Nos sete contos que se espalham em dias não lineares da semana, vemos personagens envolvidos em uma situação que vai sendo mostrada conforme o decorrer de suas histórias pessoais.

Lucas Silva “terceiriza” a trama, fazendo o leitor passar por indivíduos marcantes e profundos. Um homem que tenta escapar a todo custa da realidade social que se encontra, uma jovem trans em seu primeiro dia de trabalho em uma empresa de segurança privada, dois ladrões tentando se resolver devido um desvio de milhões de reais. Todos essas tramas aproximam o leitor aos personagens, o instigando a continuar a história até o fim.

Com influências de William Gibson, Machado de Assis, Gabriel Garcia Márquez e Philip K. Dick, Jogo Privado de Espelhos é um deleite para o leitor de um futuro (ou presente) distópico.

Preço: R$ 7,00

Para adquirir, clique abaixo.

Untitled-2

Deixe uma resposta