A loucura, estrutura global – Doença Mental e Psicologia

“O mundo contemporâneo torna possível a esquizofrenia, não porque seus acontecimentos o tornam inumano e abstrato, mas porque nossa cultura faz do mundo uma leitura tal que o próprio homem não pode mais reconhecer-se aí. Somente o conflito real das condições de existência pode servir de modelo estrutural aos paradoxos do mundo esquizofrênico”.

Trabalho – Modernidade Líquida

Da série “Modernidade Líquida“. O trabalho na modernidade sólida era considerado exatamente aquilo que iria construir o futuro. As bases do futuro seriam produto de intenso trabalho feito no presente, a quem é confiado o progresso,  pois este por sua vez é uma maneira de entender que o presente é capaz de criar o futuro.…

Psicologia do Sacerdote e seu modo de operar – O Anticristo

Da série “O Anticristo“. Pequeno comentário prévio e crítico Nestes capítulos, o autor irá analisa a psicologia do sacerdote, visando entender como funcionam alguns de seus mecanismos de dominação sobre os cristãos. Fica extremamente evidente a influência sobre os pensamentos de Foucault e Gilles Deleuze; boa parte da exposição didática deste artigo não teria sido…

Livro da Semana: Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem – Friedrich Engels

Nessa obra, Engels desvia um pouco de suas discussões políticas usuais, no contexto da Europa da época, e adentra em uma discussão mais acadêmica, um de seus trabalhos adjacentes (com as ciências naturais) voltada para a ciência biológica e uma das discussões mais relevantes entre a comunidade científica da época: a evolução e seus efeitos…

Nietzsche: compaixão como corrupção – O Anticristo

Da série “O Anticristo“. Tidas como “virtudes” no cristianismo, a fé, a fraqueza, a compaixão – argumenta Nietzsche – não são mais do que mecanismos pelos quais operam a religião cristã para espalhar a doença e amarrar o homem à religião; aqui, trataremos da compaixão. A compaixão se dá quando, ao visualizar a dor alheia, vemos…

Livro da Semana: A Ideologia Alemã – Karl Marx

Até agora, os homens formaram sempre ideias falsas sobre si mesmos, sobre aquilo que são ou deveriam ser. Organizaram as suas relações mútuas em função das representações de Deus, do homem normal, etc., que aceitavam. Estes produtos do seu cérebro acabaram por os dominar; apesar de criadores, inclinaram-se perante as suas próprias criações. Libertemo-los portanto…

Emancipação – Modernidade Líquida

Da série “Modernidade Líquida“. A emancipação é um dever: ela se torna necessária, se “libertar da sociedade” – o que significa se afastar de qualquer totalitarismo, na crítica de Herbert Marcuse. O problema, observa o teórico da Escola de Frankfurt, é que não há uma base de massas para levar esta tarefa até seu fim,…